quinta-feira, 30 de abril de 2015

Amanhã é 1 de Maio dia do trabalhador e dia feriado e também dia de São José Operário.
Mas o que me leva a escrever hoje é essencialmente porque amanhã é feriado e não quero mexer uma palha. 
Lembrar-me eu que quando decidi  ser actor passei a trabalhar sempre nos feriados, antes disso gozava altamente todos os dias feriados, a véspera  como se fosse um sábado e o dia um domingo, ou seja andar até às tantas na noite anterior ao dia e acordar tarde, muito tarde, às vezes até ouvir a voz longínqua dizendo "o almoço está quase pronto".
É que eu vou fazer hoje, sentar-me no sofá e ficar a ver filmes na televisão até a cabeça começar a pender ou acordar lá para as quatro da madrugada sem ter visto filme nenhum com a mulher a dizer "ainda não te foste deitar, parece mentira!" e acordar amanhã, com o cão enroscado aos meus pés, ao som da mesma voz monocórdica "já são onze e meia e tens que ir tomar banho!" e com os olhos meio abertos meio fechados calçar os chinelos e ir fazer o ritual da higiene.
É por estas e por outras que eu às vezes acredito que estou velho, mas muitas vezes acredito que não estou, melhor dizendo quero acreditar que não estou, não tenho saudades da minha mocidade mas dá-me um prazer enorme recordá-la com alegria por a ter vivido tão intensamente.
Uma coisa vou fazer de certeza amanhã, comemorar com os meus camaradas este dia de luta que só começou a ser lembrado oficialmente no nosso país em 1974.

Sem comentários: