sábado, 29 de dezembro de 2007

Serei banqueiro?

Com a observação que tenho feito destas guerras pela administração do BCP-Millenium, vem-me à cabeça reflecções, esquisitas talvez para quem conheça bem esse meandros do capital, mas são minhas e aceito de bom grado todos os epítetos que acharem por bem apopdarem-me.
Ora bem, o que me pareceu ao princípio é que uns senhores muito ricos não queriam que outros senhores muitos ricos, mexessem nos seus riquissimos dinheiros à tripa forra sem lhes caber alguma parte da tripa, ponto final paragrafo.
Depois pareceu-me que afinal todos tinham comido da tripa e do feijão mas não do mesmo lado da gamela.
Agora parece-me que os políticos (partidos evidentemente) querem disputar entre si um espaço nas bordas da gamela. E muito bem porque os donos das tripas precisam deles, para darem cobertura aos enchimentos das tripas e aforrarem mais à vontade.
Com isto tudo... ora vejamos: o da Caixa Geral Depósitos vai para o BCP-Millenium, dizem que é do PS, e vem para a Caixa um que já é da Caixa que dizem que é do PSD... pronto tudo bem.
Mas eu pregunto se também não há lugar para mim?
No BCP-Millenium está fora de questão porque é privado (salvo seja), mas a Caixa Geral de Depósitos é o banco do Estado, eu que pago impostos ao estado também posso ir para a administração do banco?...
Querem ver que eu sou banqueiro e não sabia?!